•   (41) 3030-0777   -   (41) 99633-4619   -   (41) 9633-4619 (WhatsApp)  

Harley Davidson - Street Glide

107 - 2017

2600 Km


R$90.000,00

Deixe sua proposta!

Opcionais

ABS Alforjes Encosto do Piloto Escapes Esportivos Multimedia Para Brisas Pedaleiras avançadas PROTETOR DE MOTOR

Descrição Geral

Harley-Davidson Milwaukee-Eight: primeiro teste na estrada

2017 Harley-Davidson CVO Ultra
A revista americana Rider publicou o teste realizado pelo jornalista Greg Drevenstedt em alguns modelos da linha 2017 da Harley-Davidson, equipadas com o novíssimo motor Milwaukee-Eight.

Alguns pontos interessantes ressaltados pelo jornalista:
  • Como já divulgado, os motores M-8 vão equipar todas as motocicletas da família Touring e Trike com a versão de 107ci (1750cc), em duas versões: cabeçote refrigerado a óleo nas Street Glide, Road Glide, Electric Glide Ultra Classic, Road King e Freewheeler. Cabeçote refrigerado a líquido nos modelos Ultra Limited, Road Glide Ultra e Tri Glide Ultra. A versão de 114ci (1870cc) vai equipar a CVO Limited e a CVO Street Glide. A CVO Breakout continuará sendo equipada com o motor Twin Cam 110B.
  • Greg Drevenstedt percorreu 400 milhas (650km) em dois dias em vários modelos 2017 da linha Touring e comenta que o motor Milwaukee-Eight é um vencedor. Segundo ele, o motor é a grande atração, mas chama a atenção do piloto a nova suspensão Showa que equipa a linha Touring (os triciclos continuam com a suspensão tradicional). O desenvolvimento do novo quadro, que começou nos modelos 2009 e continuou no Projeto Rushmore, parece ter sido concluído agora. A Harley-Davidson sempre teve o estilo como carro-chefe nos projetos, mas recentemente tem focado mais energia na criação de um pacote completo, investindo pesado de forma a manter as linhas tradicionais de uma H-D mas, ao mesmo tempo, desenvolvendo e aplicando tecnologias do futuro, oferecendo melhor desempenho, segurança, conforto para o piloto e garupa e prazer de pilotar.
Alex Bozmoski, Engenheiro-Chefe  de Motores e Transmissão,
liderou a equipe que desenvolveu o motor M-8.
  • A HDMC não troca sua linha de motores com muita frequência. O M-8 é o nono V-Twin desde que o primeiro foi criado, na década de 1920. Há muita coisa junta no Milwaukee-Eight, desde o peso histórico da marca até a forte expectativa dos clientes tradicionais, aliados ao sucesso financeiro que uma empresa global precisa trazer para os seus acionistas. A responsabilidade em um projeto desta envergadura caiu nos ombros de Alex Bozmoski, Engenheiro-Chefe  de Motores e Transmissão, um veterano com 34 anos de Harley-Davidson. Alex liderou uma equipe que desenvolveu um motor totalmente novo, trabalhando juntos em todas as fases de projeto, da construção do protótipo até os duros testes que o Milwaukee-Eight teve que enfrentar, para ser considerado pronto para equipar uma Harley-Davidson.
O corte no Milwaukee-Eight 107 mostra as passagens de óleo
de arrefecimento (em azul), no cabeçote do motor.
 
  • Da mesma forma como desenvolveu o Projeto Rushmore, a Motor Company determinou os critérios de projeto do M-8 baseado nas pesquisas com os clientes. Mantendo os clientes tradicionais satisfeitos e atrair novos compradores enquanto satisfaz a legislação de emissão de gases e ruídos é uma tarefa muito complicada, para dizer o mínimo. Com uma base mundial de clientes e forte concorrência de marcas como a Indian, Victory, Yamaha e outras, a HDMC não poderia ser complacente em nenhum ponto. Seus clientes querem uma novo motor com mais potência, gerando menos calor, vibrando menos mas que mantenha a aparência, som e pegada que caracterizam um motor Harley-Davidson. E conseguiram! O Milwaukee-Eight  tem uma marcha lenta com menor RPM e para compensar isto, a Harley-Davidson adotou um novo estator com capacidade 50% maior, que continua carregando a bateria ao mesmo tempo que fornece a energia necessária para os acessórios instalados (sistema de áudio, aquecedor de manopla, bancos, etc).
A Street Glide 2017 com o motor Milwaukee-Eight 107ci
  • Se o motor Milwaukee-Eight é a estrela do show 2017, a suspensão Showa ganha o prêmio de melhor ator coadjuvante. O garfo Showa Dual Bending Valve não necessita ajustagem e tem um desempenho melhor, com menor peso. Na traseira, um jogo de amortecedores a emulsão, também da Showa, vem com um pistão mais longo e uma ajustagem que permite de 15 a 30% mais ação, sem mudar a altura do solo. Para os admiradores da Street Glide, especialmente no Brasil, isto é uma ótima notícia! A nova suspensão permite, ainda, um melhor desempenho do sistema de freios ABS.
  • Apesar das palavras da Harley-Davidson afirmando que a embreagem hidráulica tem melhor característica, o jornalista achou sua operação ainda pesada e com mais dificuldade de achar o neutro.
No final, Greg Drevenstedt considera as Touring 2017 com motor Milwaukee-Eight e suspensão Showa como as melhores motocicletas já produzidas pela Motor Company.

FONTE: BLOG DO WILSON ROQUE.